sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

"O VERDADEIRO PAPAI NOEL"!!!

Meus Irmãos da Comissão,

Primeiramente lhes peço desculpas pelo "sumisso", mas devido a problemas técnicos na rede de internet da minha cidade e região, com alto índice de chuvas, tive alguma dificuldades nos últimos dias, mas deixando de lado as lamentações, vamos ao que me traz mais uma vez aos monitores deste PORTAL BLOG!!!

Quero na verdade, deixar os Votos de um NATAL cheio de PAZ, HARMONIA, SAÚDE, para todos, para os vossos familiares, para aqueles que sempre dispensam um pouquinho do seu tempo para lerem uma mensagem que postamos no BLOG, ou fazer comentários, ou ainda discutir as idéias conosco via MSN, TEL, CEL, E-MAIL, TWITTER, enfim, muita PAZ E SAÚDE, isso é o mais importante, as outras todas ficam mais fáceis de acontecer quando ja´temos estas duas conquistadas.

Quero ainda pedir a todos que REFLITAMOS sobre o verdadeiro motivo de toda esta festa, que o ANIVERSARIANTE, mais que ILUSTRE, seja lembrado, não somente como mais 1 ano de vida dele, mas pelas OBRAS, pelo EXEMPLO que ele foi enquanto esteve encarnado durante seus 33 anos e mesmo após o desencarne, nestes outros 1976 anos que já se passaram deste acontecimento, que a nossa memória tenha sempre espaço reservado para estes ensinamentos, que aliás nunca são em demasia, que nunca se acabam, ainda demoraremos muito tempo para obtê-los todos, mas enfim, que este verdadeiro "PAPAI NOEL", seja também o nosso exemplo de "PAPAI NOEL DeMOLAY", que nós possamos estar firmes e inabaláveis, nos propósitos que inspiraram DAD LAND e todos que iniciaram esta caminhada com as bênçãos deste "PAPAI NOEL" que já citei acima e em 2010, a tolerância, a descência, a verdade, a honestidade, a brandura de sentimentos, habite sempre nossos corações e mentes.

A todos os GRANDES CONSELHOS ESTADUAIS DO BRASIL, o nosso abraço caloroso, apertado, com o companheirismo cada vez mais aflorado, em especial ao GRANDE CONSELHO DO DISTRITO FEDERAL e todos os seus membros sem excessão, próximo anfitrião de nosso CONGRESSO NACIONAL e que em 2010 tem a difícil missão de ser a nossa "TORRE DE BABEL", que irá receber a TODOS NÓS e tenho certeza de braços abertos, para que passemos 4 dias de integração, amor e Fé, como já é a tradição do MAIOR EVENTO DA ORDEM DeMOLAY BRASILEIRA...

E nunca nos esqueçamos meus irmãos do ENSINAMENTO MAIOR que nos deixou o VERDADEIRO "PAPAI NOEL":


"FORA DA CARIDADE, NÃO HÁ SALVAÇÃO"!!!!


Grande abraço a todos e até uma próxima, se o VERDADEIRO "PAPAI NOEL" assim nos permitir!!!




(Omar Rogério, GRANDE TESOUREIRO NACIONAL ADJ - 2009-2011 - SCODRFB - Sênior DeMolay do Capítulo PIRAPORA Nº 90, da cidade de Pirapora/MG, mantenedor deste BLOG, nesta foto com a sua esposa Lara Mendes)

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

A ATA EXTRA-OFICIAL DO ELOD 2009 do SCODRFB (04 e 05/12/2009 - Brasília/DF)!!!

Meus Irmãos da Comissão,

Desculpem-me pela demora, mas devido a alguns problemas pessoais, somente agora consigo escrever-lhes este e-mail sobre o que foi o ELOD 2009 do SCODRFB:

Sábado, dia 05/12/2009, começava às 8hs da manhã um dos ELODs mais movimentados dos novos tempos da Ordem DeMolay, com a presença de 25 dos 27 Estados da Federação.

Logo no começo, como primeira PAUTA, foi realizada Sessão Anual Extraordinária, onde foram revistos todos os processos pertinentes ao CNOD 2009 de Salvador, onde tudo foi resolvido a contento e com muito bom senso por parte de todos os representantes estaduais, onde prevaleceu a "ORDEM E A BELEZA QUE RESPLANDESCIA" em nossos trabalhos...

Num segundo momento, o SUPREMO CONSELHO DA ORDEM DEMOLAY PARA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, ou simplesmente o SCODRFB, apresentou a todos os seus ENTES FILIADOS (Estados), os novos projetos que serão implantados, alguns já em pleno andamento, os quais damos uma ÊNFASE agora:

- O irmão Pedro Egídio, atual MCE-GO, juntamente com o tio Carlos "CAL" Braga, GMN, apresentaram o modelo do "PASSAPORTE DeMOLAY", ouviram sugestões, adendos importantes de todos os que assim entenderam necessário, incorporaram algumas ao projeto e por fim, deram como aprovada a implantação do mesmo, com regras e regulamentos a serem declinados em legislação pertinente pelo SCODRFB, inclusive anunciaram que já contamos com o reconhecimento do DI (DeMolay Internacional) para mais este projeto que não deverá ficar restrito apenas ao Brasil, mas deverá ser estendido para todos os países onde a Ordem esteja presente, tudo devidamente CHANCELADO pelo órgão máximo da ordem no mundo, o próprio DI, obviamente...

- O irmão Willem Garcia (MT) expôs os diagramas de movimentação na Sala Capitular, que será distribuido em 1 CD em princípio para instruir os irmãos e Tios nos Capítulos;

- Foi distrubuida GRATUITAMENTE a todos, inclusive com exemplares para serem remetidos a TODOS OS CAPÍTULOS do Brasil, a 1ª Edição da "REVISTA DeMOLAY BRASIL", foi apresentado todo o projeto da mesma pelo GMN-ADJ, irmão Ederson "KARATÊ" Velasques e toda a Equipe montada para realizá-la, inclusive com alternativas de patrocínios e assinaturas para todos que queiram comodamente recebê-la em casa a cada edição;

Aproveitou-se ainda o ensejo e foi feito o LANÇAMENTO OFICIAL do novo site do SCODRFB (http://www.demolaybrasil.org.br/), que ficou SHOW DE BOLA, muito entretenimento, noticias, integração, atividade, sensacional o trabalho feito por esta Equipe, só elogios, qualquer coisa que tenha por ventura faltado, estão correndo atrás e aperfeiçoando, tudo com direito aos irmãos sugerirem e verificada a possivel operacionalização, implantam, muito bom mesmo, participativo, interativo, sei la´mais que "IVO" a gente pode falar aqui para demonstrar nossa felicidade diante de algo tão bem feito em prol dos Grandes Conselhos, dos Capítulos, enfim, dos DeMolays e Tios que na Ordem militam e até os que não militam regularmente não terão dificuldades em por ele navegarem. No site podemos encontrar por exemplo, dentre outras coisas: A Entrevista do mês que trouxe neste primeiro momento: o "Grande Mestre Internacional".

Lançado também o "Twitter do SCODRFB" (Seja um seguidor), cujo endereço está disponível para todos irmãos e tios: http://twitter.%20com/demolaybrasil

Ufa meus irmãos, após tantos lançamentos e idéias importantes, foi preciso dar 1 parada para o ALMOÇO, assim foi feito pelo nosso GMN, condutor e Presidente do ELOD. Mas vocês pensam que acabou? Que nada, acompanhem abaixo e veja o que se sucedeu das 14hs em diante quando retornamos aos trabalhos....

- Logo após o retorno, o Gabinete Nacional, demonstrou a todos que não puderam acompanhar na sexta-feira (04/12/2009) o Lançamento Oficial da Rádio DeMolay (http://www.radiodemolaybrasil.com/) como funciona esta nova ferramenta de integração da Ordem DeMOlay Brasileira, excelente, excepcional idéia que também só vem para ENGRANDECER o SCODRFB e a Ordem DeMolay de maneira geral.
Outro importante lançamento do Gabinete Nacional foi: O 1º Festival Nacional de Música da Ordem DeMolay (Baixe o Edital e inscreva sua música), que ocorrerá durante o CNOD 2010.
A GRANDE TESOURARIA NACIONAL (Bosquinho-GTN e Omar-GTN/ADJ) apresentaram primeiro relatório financeiro TRIMESTRAL, outra inovação do SCODRFB, tudo como sempre aconteceu na maior clarividência possível e NECESSÁRIA. Situações financeiras INDIVIDUALIZADAS de cada GCE e de cada Capítulo, junto ao Supremo Conselho.
A GRANDE SECRETARIA NACIONAL (Yhury-GSN e Evanir-GSN/ADJ) também apresentaram seus relatórios, possibilitando aos Estados conhecerem suas situações especificamente detalhadas, pendências de documentos e trâmites de praxe.

A tarde toda prosseguiu com diversos e "calorosos" debates e decisões administrativas, rumos traçados para o futuro da Instituição...

O Gabinete Nacional voltou a cena, antes do encerramento formal com uma relaxante DINÂMICA DE GRUPO, comandada pelo MCN - José Torres Neto.

Queremos aproveitar para fazermos um agradecimento especial a toda Equipe de apoio do SCODRFB: Deivison, Zairo, Pablo, Jorge, que o tempo todo estiveram juntos, lado a lado, dando todo apoio que todos irmãos e tios presentes precisaram...

Registramos as presenças de nossos Ex-GMNs: Sandro Romero (BA) e Guilherme Aguiar (SP), tempo todo junto e apoiando os projetos e dando idéias, enfim, unidos com a atual Gestão, repassando as experiências pelas quais passaram quando nos dirigiram...

Outro agradecimento a toda Diretoria Executiva do SCODRFB: Cal, Karatê, Yhury, Evanir, Irineu e Escobar, presentes mais uma vez, lembranças ao irmão Bosquinho que infelizmente em face de pequeno problema de saúde do seu filho, não pode estar pessoalmente, mas participou dos assuntos da pauta junto ao GMN e parabenizar pelos brilhantes trabalhos executados nestes 5 meses...

E para terminar, agradecimento ESPECIALÍSSIMO a todos os ESTADOS que enviaram suas Delegações, que levaram sugestões, enfim que engrandeceram mais uma vez o agora já tradicional ELOD de fim de ano do SCODRFB, destacamos e agradecemos em especial à comitiva do GCE-RJ, na pessoa do seu GME recém-empossado: Irmão Juliano Braga, outro importante passo dado pelo Supremo Conselho em nosso país, integrando todos os 27 Estados da Federação.

No mais, agradecemos a Deus e Jesus por permitirem que com 21 anos de Ordem DeMolay, ainda pudessemos assistir tais importantes mudanças e inovações, foi como mencionei a vocês em alguns dias anteriores: as vezes precisamos CORTAR NOSSA PRÓPRIA CARNE para que a nossa vida MUDE PARA MELHOR, para que alcancemos objetivos nunca antes alcançados. Se fizermos todos os dias a mesma coisa, jamais alcançaremos objetivos diferentes, por isso, sigamos inovando meus irmãos e que sigamos todos juntos...

PELOS CAMINHOS DO BRASIL....

VAMOS QUE VAMOS!!!

Omar Rogério, GRANDE TESOUREIRO NACIONAL ADJ - 2009-2011 - SCODRFB - Sênior DeMolay do Capítulo PIRAPORA Nº 90, da cidade de Pirapora/MG, mantenedor deste BLOG


quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Semana de Valorização das Escolas Públicas (por "Jaimar de Caraúbas")!!!


Semana de Valorização das Escolas Públicas foi marcada pelo sucesso e recebeu reconhecimento do Legislativo Municipal.

O Capítulo Príncipe das Caraubeiras resolveu realizar não somente um Dia Educacional, mas uma semana toda dedicada ao tema do Dia Obrigatório de outubro. Foi a I Semana de Valorização das Escolas Públicas (SEVESP), que consistiu de uma série de atividades realizadas entre os dias 19 e 24 com o intuito de mobilizar a sociedade caraubense sobre o tema educação.

Num primeiro momento, o Capítulo já conseguiu mobilizar representações de todos os setores e recebeu o apoio dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário do município, além da 13ª Diretoria Regional de Educação, da Câmara dos Dirigentes Lojistas, Maçonaria, Grupo de Escoteiros, Filhas de Jô e grande parte das escolas públicas das redes municipal e estadual.


A abertura da I SEVESP, presidida pelo Mestre Conselheiro, Clark Razec Rossani, contou com as representações de toda a sociedade. Estiveram presentes na Loja Maçônica Dr. Antônio Gentil Fernandes, que patrocina o Capítulo, o Deputado Estadual Fernando Mineiro; o Prefeito Municipal, Ademar Ferreira da Silva e o Vice-Prefeito, Alcivan Viana; vários Vereadores; a Dr. Ilná Rosado Mota Feijão, Juíza de Direito da Comarca; o Dr. Flávio Corte Pinheiro, Promotor de Justiça; a Diretora da 13ª DIRED, Raimunda Freire o Mestre Conselheiro Estadual do Rio Grande do Norte, Samuel Lemos Luz; o Oficial Executivo da 4ª Região, Francélio Bezerra do Nascimento e o Grande Mestre Estadual Adjunto, Ozires Alves Fernandes Soares, além de outras autoridades.


Ainda foi proferida uma palestra pelo Deputado, Professor Fernando Mineiro com o tema: “Valorização das escolas públicas: desafios e possibilidades”, onde o Deputado ressaltou o panorama da educação pública nas diferentes esferas e apontou caminhos para uma mudança na situação. Ele também recebeu das mãos do Mestre Conselheiro Estadual, o projeto do Dia Estadual da Ordem DeMolay no Rio Grande do Norte.



Nos dias que se seguiram houve visitas nas escolas com o Grupo de Teatro Ciranduís, gincana educacional, oficinas para professores, concursos de redação e de soletração, feira multi-cultural, palestra sobre o mercado de trabalho com o Professor Judson Gurgel, Coordenador Adjunto do Curso de Administração da UNP–Mossoró e Presidente Estadual da Associação DeMolay Alumni Potiguar, e palestra de encerramento com Niná Rebouças, Vereadora da cidade de Mossoró e Secretária de Educação daquela cidade por das gestões.



Mas um dos pontos principais foi o Fórum da Educação, que teve à frente o Capítulo DeMolay e a Ação Consultoria. O Fórum foi um momento de debates com a comunidade escolar representada por pais, alunos, professores e gestores educacionais com a temática dos problemas das escolas. Como resultado foi elaborado e aprovado um documento que será remetido às autoridades dos três poderes, nas esferas estadual e municipal. As principais reivindicações são o compromisso e a capacitação dos profissionais da área.

CONGRATULAÇÕES



Tamanho foi o sucesso que na tarde de quinta-feira, dia 5, o Capítulo recebeu o convite dos vereadores para comparecer a Câmara Municipal e ver aprovada a moção de congratulação proposta pelo Vereador Paulo Brasil e subscrita por toda a Casa.


Na ocasião, foram ressaltados o empenho dos jovens na causa e a importância do evento que foi apenas o primeiro, mas que já tem todo o apoio para ser realizado anualmente pelo Capítulo no mês de outubro. O Mestre Conselheiro compareceu juntamente com vários Irmãos. Colocou o Capítulo a disposição da sociedade e agradeceu pela homenagem, já pedindo o empenho para a causa da educação, para a juventude DeMolay e para as ações voltadas ao desenvolvimento sadio jovens.







(Antônio JAIMAR Gomes, é Ex-Mestre Conselheiro da 25ª Gestão, 2003-1, do Capítulo Príncipes das Caraubeiras Nº 98, da cidade de Caraúbas/RN, nos mandou esta notícia deste projeto tão importante que agora a publicamos... Obrigado pela Amizade, Jaimar)!!

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

A OBRA PERFEITA (por Yurick Lacerda)!!!

Muitos, com pensamentos puramente preconceituosos de desconhecedores de uma bela e perfeita história de crescimento, de serviços e de devoção a ignoram.

Ainda hoje, em muitos países muitos se escondem, colocam suas vidas em risco, mas não deixam de viver essa vida de um operário da perfeição, de um obreiro da construção de um mundo melhor.

Concentram-se, esses operários, em casas perfeitamente construídas sob bases sólidas e sob luzes que refletem fortemente um trabalho conduzido por um Grande Arquiteto que guia constelações por todo o Universo.

Como é maravilhoso servi-lo! Contemplar obras desenvolvidas por homens que se vestem de negro e são até obscuramente reservados, mas que trazem sorrisos a menosprezados seres humanos e que acrescentam carinho, humanidade, compaixão, crescimento espiritual a criaturas muitas vezes desprezadas pela vida, um trabalho feito às escuras, distante das lentes do conhecimento geral, pois o que importa é SERVIR.

Adentrar em seus ambientes preenche os corações humanos de paz, de amor, de bons fluidos. Que linda casa, justa, perfeita segura debaixo das folhas de Acácia que prepara a nova vida. Sinto-me muito bem nos momentos que estou nela, me sinto abençoado. Não se prima por luta nem discórdia. Se submerge o mal e se espalha a harmonia e a concórdia geral.

Tudo se resolve. Todos os problemas são esquecidos e um mundo novo se apresenta.
É realmente a obra mais perfeita do mundo, é a MAÇONARIA!!!



(Yurick Azevedo Lacerda, Past Mestre Conselheiro do Capítulo Ivon Leite de Azevedo Nº 645 , da cidade de Piancó/PB, atualmente Presidente da Associação DeMolay Alumni PB, colaborou conosco enviando este artigo, obrigado Yurick..)

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

A Ordem DeMolay (por Cayo Godoy)!!!

A Ordem DeMolay, vai muito alem de um lugar sério onde você se reuniu de 15 em 15 dias para “salvar o mundo”, mas também um lugar de amizades verdadeiras, um lugar onde você amadurece, cresce você se torna adulto, é um lugar onde um garoto de 12 anos é tratado com o mesmo respeito que um homem adulto, não existe diferenças dentro dela, ali somos todos um mesmo corpo, unido para uma só coisa, melhorar o mundo.

Desde que entrei na Ordem Demolay sempre a levei como um hobby, onde nada era obrigado, você fazia por diversão, porque queria fazer, trabalhei nela, sem pensar em nunca ganhar nada em troca, nem crescer em relação a cargos lá dentro. Cheguei aonde cheguei por oportunidades que surgiam e por momentos e sempre honrei e fiz cada cargo ao qual eu fiz parte.

Quando fui eleito Mestre Conselheiro tinha uma missão, realizar o 3º Congresso Regional da 7ª OFEX e comemorar o 15º Aniversario do Capitulo. Assim que assumi o cargo, deixei bem claro “foco no Congresso”, lógico que não fiz nada sozinho tive ajuda de muitos irmãos que merecem todo o meu agradecimento, pois andaram dia após dia em um sol quente atrás de patrocínio, sim, foi o que fizemos todos os dias e a noite reuniões Administrativas para ensaiar tudo para o Congresso, ele tinha que ser perfeito, os dias estavam se aproximando, e não só eu, mas todos cada vez, mas ansiosos, tinha muito medo de algo dar errado. Quando chegou o dia do Congresso, na hora que iniciou, eu me senti confiante, fizemos um congresso (me perdoem a falta de humildade), mas perfeito, tudo do jeito que combinamos, ate melhor, uma festa de 15 anos linda, onde irmãos do nosso capitulo criaram um jogo de computador da Ordem DeMolay. Foram três dias que irão ficar na memória. Terminei minha gestão e fui chamado para ser MCRA, aceitei sim, sempre pensei que seria algo para acrescentar a minha vida, e foi sim, uma boa experiência, mas nada comparado a de ser MC.

Faz 5 anos em que iniciei na Ordem, e posso dizer que foi uma das melhores coisas já aconteceu na minha vida, passei momentos felizes e até tristes, mas que não deixaram de ser inesquecíveis, fiz inúmeras amizades, e conforme os anos passavam iam saindo e entrando gente nova nesse corpo, fiz amizades sinceras ali dentro, que quero guardá-las sempre comigo. Se hoje eu sou o que sou foi graças a Ordem DeMolay que me fez crescer tanto em tão pouco tempo.

O ano de 2009 é uma despedida minha da Ordem, não que eu vá deixá-la, mas irei mudar de cidade para estudar, porem quero lembrar sempre daqueles momentos e daquelas amizades inesquecíveis, aos quais tive o prazer de cultivá-las ali dentro.

Se todos conseguirem tirar o melhor da Ordem DeMolay para si, vão passar a entender que ela está muito além de um lugar só para ajudar o próximo.





(Cayo Godoy é Ex-Mestre Conselheiro da 29ª Gestão, 2007-1, do Capítulo Iturama Nº 195, da cidade de Iturama/MG, 7ª OFEX do GCEMG.. obrigado pela mensagem Cayo..)






quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

GALERIA DE NOTÁVEIS - ASSOCIAÇÃO DeMOLAY ALUMNI MG!!!

(Publicado originalmente nas Listas do YAHOOGRUPOS)!!!
Meus Irmãos da Comissão,

Aqui estou novamente e nesta para fazer um agradecimento especial à Associação Alumni MG e tecer alguns comentários acerca de temas relacionados à Ordem DeMolay, passo algum tempo AUSENTE das Listas, mas as vezes não consigo resistir em deixar aos irmãos algum texto expressando o que estou sentindo e vou aproveitar a oportunidade a mim concedida pela ADAMG/ADAB para fazê-lo, já me desculpando com os irmãos por alguma coisa que eu porventura na empolgação exagere:

Começo agradecendo ao nosso PRESIDENTE - Bruno Araújo (Kramer) - pela homenagem feita a mim no novo SITE de nossa Associação, fui surpreendido pelo Irmão Allan Marcos - Vice-Presidente, que no último dia 21/11/2009, esteve participando da Cerimônia Magna de Iniciação do Capítulo Pirapora, quando o mesmo fez este anúncio a todos os presentes.

Fiquei realmente muito grato a todos os Irmãos pela lembrança e me sinto honrado, só posso prometer q continuarei os trabalhos junto à Alumni MG e também à Alumni RFB, ambas instituições estão mudando o CURSO DA HISTÓRIA, estão mostrando a todos os irmãos DeMolays de Minas e do Brasil que ao completarem 21 anos, suas vidas DeMolays NÃO TERMINAM, apenas MUDAM DE FOCO, como sempre digo e é corroborado por nossos presidentes Bruno e Vanylton, aliás, quero parabenizar aos 2 e louvar este excelente trabalho, neste momento inicial os resultados tão profundos nem seriam o mais importante, mas diante de tanta seriedade, luta, exposição, disposição e insistência dos mesmos, os frutos já aparecem tão prematuramente, MG com esta aprovação de projeto já é 1 exemplo, estamos conseguindo adesões importantes, esperamos que outros Sêniors também LENDÁRIOS da Ordem DeMolay Mineira, deixem 1 pouco do "PRECONCEITO" que a Alumni sofria no passado de lado e venham somar forças, a presença de todos é muito importante, nem tanto por metais arrecadados, mas pelas mentes, pelos corações, somando forças em prol de nosso maior ideal que é a ORDEM DeMOLAY, que é continuarmos ajudando neste trabalho que tantos frutos ainda renderá para a humanidade, que nós façamos parte disso, que saibamos SEMAR agora as SEMENTES CERTAS, para num futuro próximo possamos "COLHER A BOA COLHEITA"...

A Ordem DeMolay passou por 1 momento muito difícil há bem poucos anos atrás, teve que literalmente "CORTAR SUA CARNE" para traçar novos rumos, alçar novos vôos, visualizar 1 horizonte maior e mais condizente com sua realidade no século 21, com certeza DOEU MUITO em todos, mas tal qual a "LENDA DA ÁGUIA" que vive 30 anos e para viver outros 30 tem que necessariamente fazer algumas ESCOLHAS DEFINITIVAS, assim visualizo o que foi feito; alguns podem me dizer que ainda não estamos no ideal e eu respondo: QUE BOM, se já estivessemos, isso nos possibilita continuar a luta, marcharmos todos juntos em busca da PRÁTICA para a inspiração que levou meu grande Amigo, Irmão Suel a vencer o slogan lá em 2005/2006: "UM NOVO CAMINHO PARA ANTIGOS IDEAIS"...

É nisso que eu ACREDITO, é esta MINHA FÉ, A MINHA ESPERANÇA, quanto mais irmãos eu vejo chegarem para as FILEIRAS DA ASSOCIAÇÃO DEMOLAY ALUMNI BRASIL e consequentemente para cada uma de nossas ESTADUAIS e COLÉGIOS, eu fico certo mano Suel e demais Irmãos, de que estamos mais próximos deste momento que acima cietei. Como todos sabem não tenho nada contra NINGUÉM que conosco não quis marchar, até entendo os motivos de MUITOS, continuo amigo de outros tantos, justamente por conta deste RESPEITO, mas isso não me impede também de ACREDITAR SEMPRE no NOVO CAMINHO no qual OPTAMOS seguir, vamos sempre juntos, vários exemplos meus irmãos foram dados nestes 5 anos (06/11/2004 - 06/11/2009), de que MUDOU-SE muitas coisas e outras tantas ainda precisam MUDAR, tivemos bons exemplos neste período de ATITUDES DIFERENTES, de um começo de pensamento mais voltado para a ORDEM como um todo e não para SI MESMO em primeiro lugar, foram muitas as passagens assim também, motivo de ORGULHO para todos que acreditaram, acreditam e continuarão acreditando; mas o mais importante são os passos dados sempre na direção correta para que isso ACONTEÇA. Quanto mais trabalharmos, quanto mais PERDOARMOS AS MÁGOAS DO PASSADO e seguirmos em frente e no rumo certo, mais próximo estaremos desta "ORDEM" que todos objetivamos, não nos esquecendo nunca de que MUITO JÁ FOI FEITO, OUTRO TANTO AINDA ESTÁ POR FAZER... VAMOS EM FRENTE MEUS IRMÃOS!!!

Bruno Kramer, Vanylton Bezerra, OBRIGADO DE CORAÇÃO por tudo que vocês tem feito junto com todas as EQUIPES, os IRMÃOS que tem acreditado e vamos sim conseguir contagiar a TODOS, num breve momento vamos voltar as mentes e os corações ao passado apenas para valorizarmos cada vez mais cada CONQUISTA, cada MOMENTO ESPECIAL, muito obrigado a todos os irmãos que sempre mantém contato, comentam, deixam suas mensagens, matem amizade conosco via MSN, ORKUT, TWITTER, SKYPE e PORTAL BLOG DO OMAR, enfim, muito obrigado, muito obrigado, muito obrigado...

Desculpem mais uam vez a delonga, mas é que me EMPOLGUEI com tanta energia positiva, tantos fluidos de bondade emanados por todos e não pude resistir em escrever algumas palavras a mais..


PELOS CAMINHOS DE MINAS E DO BRASIL!!!!

VAMOS QUE VAMOS...

Omar Rogério
GTN-ADJ
"Grande Mestre das Multidões" (by Hugo Frazão/MA)
"Grande BLOGUEIRO das Multidões" (by Yuri Durval/BA)
omar_demolay@hotmail.com (msn)
www.twitter.com/omar_demolay
omar.demolay (skype)
(cito as brincadeiras e condinomes que os irmãos me imputaram logo acima, mas não por VAIDADE de assim ser chamado e conhecido, mas pela GRATIDÃO que tenho até hoje pela "HOMENAGEM")


(Omar Rogério, GRANDE TESOUREIRO NACIONAL ADJ - 2009-2011 - SCODRFB - Sênior DeMolay do Capítulo PIRAPORA Nº 90, da cidade de Pirapora/MG, mantenedor deste BLOG)

domingo, 29 de novembro de 2009

Entrevista com Irmão Yuri Durval - MCN-ADJ do SCODRFB 2009-2010!!!


Meus irmãos da Comissão,


Aqui estamos novamente, para apresentarmos outro entrevistado do PORTAL BLOG DO OMAR.

Nesta semana, iremos publicar nossa conversa com o atual MESTRE CONSELHEIRO NACIONAL ADJUNTO, Past Mestre Conselheiro EStadual da Bahia, Membro Ativo do Capítulo Conquistense Nº 99: Trata-se de nosso irmão Yuri Durval, mais uma Liderança forte e presente no cenário nacional DeMolay e este BLOG não poderia se furtar em conhecê-lo mais proximamente e é claro darmos a oportunidade aos nossos assíduos leitores de também o fazerem, vamos acompanhar suas opiniões, idéias, enfim, aí está o PERFIL do MCN-ADJ 2009-2010 do SCODRFB:


"...existe um momento que eu preciso destacar como o que mais me marcou enquanto DeMolay que foi a Cerimônia de 20 anos do Capítulo Conquistense nº 99, uma força que me move dentro e fora da Ordem DeMolay (Yuri Durval, novembro/2009)"

1) Yuri, como é “regra” em todas as nossas Entrevistas, explicite a todos, o seu PERFIL COMPLETO (nome, onde nasceu, quando, definições, idéias) “cartão de visitas” para que o conheçamos melhor.

R – Meu nome é Yuri Durval. Nasci no dia 18 de Fevereiro de 1989, em Vitória da Conquista, cidade na qual resido até hoje. Estou perto de concluir o curso Comunicação Social na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Gosto muito de política e pretendo ainda trabalhar nessa área, especificamente em Assessoria ou Marketing. Hoje, na Ordem DeMolay, estou ocupando o cargo de Mestre Conselheiro Nacional Adjunto, ao lado do irmão Neto, atual MCN, tendo sempre como objetivos a garantia de representatividade para os irmãos de todo o país e a colaboração com os trabalhos da atual gestão administrativa do SCODRFB.

2) Como, onde, quando e em que circunstâncias você conheceu a Ordem DeMolay e foi convidado a integrar as nossas Fileiras?

R – A minha família sempre esteve ligada, de alguma forma, à família maçônica. Meu bisavô materno foi maçom. E por ter outros tantos parentes membros da maçonaria, tamanha influência acabou conduzindo meu irmão e eu a ingressarmos na Ordem DeMolay. Meu irmão, por ser o mais velho, foi convidado primeiro para as fileiras e logo se entusiasmou com todos os trabalhos realizados pela Ordem, passando a me incentivar e muito a querer fazer parte dessa organização. Ainda antes de iniciar, tive a oportunidade de assistir a parte pública de uma Cerimônia de Iniciação. Fiquei tão fascinado pelas cerimônias e me senti tão motivado que, no ano posterior, em 2001, ao atingir todos os pré-requisitos, aceitei prontamente o convite do meu irmão e iniciei no dia 21 de Julho do mesmo ano.

3) Em 2004, como todos sabemos, a Ordem DeMolay Brasileira dividiu-se em dois Supremos Conselhos. No seu Estado, a Bahia, a grande maioria dos Capítulos ficou com o SCODRFB... Como funciona a relação entre Capítulos de Supremos diferentes? O que você pensa a respeito desta “nova realidade” da Ordem DeMolay em nosso País? E mais especificamente, como DeMolay Ativo, qual é a sua VISÃO de tudo isso no âmbito Nacional?

R – Hoje, na Bahia, já não existem mais Capítulos do SCODB em pleno funcionamento. Por isso, as experiências vividas pela Ordem DeMolay baiana em relação à divisão já não são mais tão recentes. No entanto, lembro-me que, logo após a divisão se concretizar, houve, sim, muita tensão em algumas regiões do meu estado, porém, não houve tanta resistência quando da aceitação da proposta do SCODRFB.
Ainda sobre a Bahia, em 2004 e 2005, eu acredito que o maior problema tenha sido a falta de informação. Os motivos que nos conduziram à fundação do SCODRFB ficaram muito restritos às lideranças e autoridades da época e, por sua vez, o que pôde ter sido uma medida tomada por cautela acabou se configurando como um problema sob o qual ainda se faz sentir as consequências. Contudo, não posso deixa de destacar que isso não aconteceu somente na Bahia e, hoje, Supremo e Grandes Conselhos reconhecem e buscam a reversão desse quadro.
Quanto à minha opinião, eu posso dizer que, depois das várias oportunidades que tive de observar, me aproximar e, principalmente, de fazer parte do SCODRFB, acredito em nossa proposta e na seriedade com a qual essa instituição está sendo gerida. Sei que ainda existem muitos obstáculos para ultrapassarmos e batalhas a serem vencidas, mas posso afirmar que há competência suficiente entre os diretores que vejo à frente do Supremo Conselho.

4) Qual seria, também na sua visão, o principal OBJETIVO da Ordem DeMolay nos dias atuais? Continuam os mesmos de 1919 quando ela foi criada? Se não, em que se modernizaram?

R – Não há porque afirmar que os objetivos da Ordem DeMolay continuam os mesmos de quando ela foi criada. O contexto agora é outro. A Ordem acontece agora em outras proporções. Estando presente em diferentes países, em diferentes realidades, seria, no mínimo, falta de inteligência da nossa parte querer importar e reproduzir a Ordem DeMolay tal qual ela acontece em qualquer outro país.
Quando eu digo isso, não estou me prendendo ou me referindo aos ensinamentos que nos são passados através das nossas cerimônias ritualísticas desde aqueles tempos. Pelo contrário, eu me refiro ao papel institucional da Ordem DeMolay perante a sociedade brasileira. Estamos presentes em todo o país e, por isso, temos uma capacidade considerável de difundir idéias e que deve ser bem trabalhada. Diante de tantos problemas sociais que cercam o nosso país, a exemplo da crescente violência, a demanda por ações que contribuam para o combate de todos esses males é evidente.
Assim, eu vejo que a Ordem DeMolay não deve ter apenas um compromisso com o aperfeiçoamento moral dos seus membros, mas também deve ter consciência da sua responsabilidade social e do potencial que possui.

5) Você como um DeMolay Ativo que ainda o és, o que pretende como MAIOR objetivo, agora que sois Dirigente do GABINETE NACIONAL? Também o que esperas do SUPREMO CONSELHO DA ORDEM DeMOLAY PARA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL nos próximos anos?

R – Acho que vou fazer um gancho sobre o que respondi na pergunta anterior. Percebo que, nos últimos anos, o Gabinete Nacional sabiamente puxou para si essa responsabilidade sobre as ações sociais, com destaque para os temas anuais. Por estar mais próximo às bases, torna-se mais fácil incentivar a realização dessas atividades por parte dos Capítulos. Claro que também temos as nossas dificuldades, principalmente em razão da nossa etapa de vida — faculdade e início de vida profissional —, mas fazemos o possível e muitas vezes alguns sacrifícios para cumprir o que propomos realizar. E o irmão Neto, principalmente, tem sido esse exemplo de sacrifício e empenho por essa causa.
Sobre as expectativas que tenho em relação ao Supremo Conselho, são todas muito positivas. Cito, por exemplo, a conseqüente expansão da Ordem DeMolay que virá como resultado do trabalho de marketing que vem sendo desenvolvido pela atual gestão. Há muito tempo que essa idéia precisava sair do papel. Eu sempre fui contrário a quem pensava que a Ordem não podia fazer a sua propaganda, pois ela precisa divulgar seus trabalhos principalmente para esclarecimento da população. Logo, fico muito feliz por ver que essa é uma realidade próxima.

6) Qual seria a PRINCIPAL MUDANÇA Administrativa que estão tentando implantar ou se não, o que imaginas de mais importante tem sido feito no BRASIL e qual delas tens sugerido como um dos Representantes Legítimos dos DeMolays Ativos deste País, para melhorar ainda mais ao Supremo Conselho, contemplando assim as diversas realidades deste nosso país?

R – Muitas mudanças administrativas estão em curso. Como já disse anteriormente, ainda precisamos tirar alguns obstáculos do caminho. Gosto de observar todo esse processo e sempre que tenho algo a acrescentar não deixo de participar. Mas, nos últimos meses, passei a considerar outra mudança como a principal, apesar de não poder ser considerada propriamente administrativa, mas por ainda estar envolvida com os órgãos administrativos da Ordem DeMolay.
Trata-se da proposta de criação do Tribunal de Justiça DeMolay que é um projeto encabeçado pelo nosso tio João Bosco Jr. (mais conhecido como Bosquinho), inspirado em órgão parecido que existe dentro da Maçonaria. Apesar de ainda estar em desenvolvimento, eu já levantei essa bandeira. O trabalho de julgar processos, na maioria das vezes, acaba por prejudicar o desempenho administrativo de Supremo e Grandes Conselhos, além de tomar um tempo que poderia estar sendo melhor utilizado. Não tenho dúvidas de que os tios e irmãos que têm essa consciência e que se preocupam com a administração da Ordem acima de outros interesses também vão apoiar essa idéia. Em resumo, bom para as administrações, bom para o DeMolay.

7) Gostaria de lhe pedir também que deixe no ar alguma dica para a Comissão Organizadora do 6º CONGRESSO NACIONAL, que será realizado em julho/2010, na capital federal, Brasília: O que você como Dirigente Nacional, gostaria de ver sendo discutido ou palestrado durante estes três dias em que ocorre?

R – Eu gostaria de ver entre as palestras, uma que abordasse alguma temática social. De qualquer forma, tenho certeza que o VI CNOD vai ficar para sempre na memória dos tios, tias, irmãos e primas que puderem marcar a sua presença.
Em todas as viagens que faço, vejo que os irmãos estão bastante empolgados com o que pode vir por aí. E não vou me surpreender se este CNOD bater o recorde de número de participantes.

8) Yuri, o BLOG DO OMAR não se furta a “bolas divididas” como se diz na gíria, fazemos também perguntas que talvez fujam do CONVENCIONAL, temas polêmicos por exemplo, tens liberdade de respondê-las ou não ou ainda como quiseres responder.
Como é a sua relação com a atual Diretoria do GCE-BA? Há algo de especial que queirais relatar em prol de uma melhor assistência a Ordem DeMolay Baiana?

R – Não tenho motivos para não responder. Eu penso que é normal haver certos tipos de desgastes quando há muita divergência de opinião. Por vezes, quando estive como Mestre Conselheiro Estadual, usei do meu direito de discordar e talvez possa ter sido mal interpretado. Mas, paciência, eu acredito em meus argumentos e luto pelo que penso ser correto até o fim.

9) Também sabemos que onde se proponha a FORMAR LÍDERES, em regime DEMOCRÁTICO, a “Política”, as “Articulações” inevitavelmente sempre estarão presentes. Como funciona, na sua visão é claro, esta questão “política interna” no GCE-BA?

R – Como você mesmo disse a “política e as articulações sempre estarão presentes” e eu não condeno isso, inclusive até vejo como positivo, pois é assim que ocorre na sociedade e a Ordem DeMolay como ambiente de aprendizado não pode estar livre desses processos que são comuns.
O que eu defendo apenas é que todo processo deva estar cercado do mínimo de lisura para que haja garantia de legitimidade a qualquer resultado de assembléias ou sessões.

10) Yuri, aproveite o ensejo e fale-nos também sobre a sua visão da “Política Nacional”, tanto para o Gabinete Nacional, como para o SCODRFB. As “Articulações”, os “Bastidores”, conte aos nossos leitores como você se orienta e se referencia na Ordem DeMolay Brasileira.

R – Que eleição foi a nossa, não é? [risos] Eu só lembro que quando você me viu roendo as unhas antes do resultado, deu uma risada e disse para não me preocupar. Mas para quem passou uma semana concentrado em Salvador antes do CNOD e tinha um foco em mente, não há como ficar tranqüilo. Foi uma experiência fantástica e uma vitória que significou muito para mim. Não posso dizer que tenho muita experiência com a “política nacional” da Ordem DeMolay, mas o pouco que já vivi foi de uma intensidade inexplicável.
Logo que comecei a enxergar com clareza a Ordem DeMolay a nível nacional, perdi alguns “pré-conceitos” e conheci muita gente que ama essa causa e de verdade. E claro que, hoje, tenho as minhas referências para pensar a Ordem DeMolay, mas, por enquanto, não vou entrar em maiores detalhes.

11) Você é um ACADÊMICO do 7º período do Curso de COMUNICAÇÃO SOCIAL; da Universidade Estadual do Sudoeste Baiano – UESB. Porque escolhestes este ramo? Foi por vocação? Por influência ou exemplo de alguém? Pelo aquecimento de vagas neste Mercado de Trabalho? Enfim, fale de suas expectativas para o rumo Profissional de sua vida.

R – Sempre me identifiquei muito com as profissões da área de comunicação. Para falar a verdade, sempre via nessas profissões uma possibilidade de estar trabalhando com a política direta ou indiretamente e sendo esse um dos meus objetivos não pensei muito na hora de escolher cursar Comunicação Social.
Sou sincero em dizer também que ainda não me vejo trabalhando somente neste ramo, pois minha família tem uma empresa de outra área e, pela correria diária, ainda não consegui reservar um tempo para apostar em novos rumos. Mas não demora muito para que isso aconteça.

12) Você já acompanhou várias Entrevistas do BLOG DO OMAR. Qual sua opinião sobre este novo espaço DeMolay na Internet, criado para possibilitar oportunidades a todas as camadas da Ordem DeMolay de exporem suas opiniões e idéias? Algum recado específico para o Mantenedor e Leitores deste BLOG?


R – Eu só posso registrar os meus parabéns pela sua iniciativa, Omar. Sempre senti falta de espaços como este e a cada semana que vejo um novo relato de experiências vividas pelos irmãos e tios que por este blog já passaram, fico muito feliz com o que cada um consegue contribuir através dos seus exemplos.

13) Qual foi o momento que mais te MARCOU, até agora, em sua trajetória como DeMolay? Alguma passagem que nunca tenha se apagado de vossa memória? Alguma personalidade que você tenha conhecido que pense que nunca se esquecerá dela?

R – Já se foram oito anos e meio desde a minha iniciação, ou seja, é muito difícil escolher um único momento marcante em minha trajetória DeMolay. Poderia facilmente escolher a eleição para o cargo de MCNA, por tudo que a envolveu, o quanto me emocionou. Mas existe um momento que eu preciso destacar como o que mais me marcou enquanto DeMolay que foi a Cerimônia de 20 anos do Capítulo Conquistense nº 99, uma força que me move dentro e fora da Ordem DeMolay.

14) Este espaço, sempre igual em todas as nossas Entrevistas, é livre para que o entrevistado deixe uma mensagem final a todos os Leitores do BLOG DO OMAR.

R – Escolhi terminar com uma frase de Platão que tenho como fundamento: "Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz."
Não deixem de acompanhar o Blogueiro das Multidões.
Um grande abraço para todos os meus tios e irmãos.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

PAPAI NOEL DOS CORREIOS!!!!

Irmãos e Tios do Brasil,

A proximidade do Natal nos remete ao antigo mistério que ronda a imaginação das crianças: - Afinal, Papai Noel existe? Enquanto alguns insistem em negar a existência do bom velhinho; na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos o mito acaba servindo como ponto de partida para o lançamento, de mais uma edição da campanha Papai Noel dos Correios, que visa atender às cartas, com pedidos diversos, enviadas no período natalino por crianças de comunidades carentes.
Surgida há mais de duas décadas, como iniciativa dos próprios empregados dos Correios que se sensibilizavam com os pedidos contidos nas cartas endereçadas ao Papai Noel, a campanha se tornou um projeto institucional em 1994. Desde então, abriu suas portas para a sociedade, que passou a poder colaborar tanto como voluntária para auxiliar na leitura e triagem das cartas, como para adotar um pedido.
Embora não seja meta dos Correios, o número de correspondências recebidas vem aumentando a cada ano. Somente em 2008, foram mais de 900 mil cartas recebidas em todo o Brasil, das quais metade foi adotada - possibilitando que a criança recebesse o presente - e mais de 350 mil foram respondidas pelos Correios. A carta-resposta é formatada em um padrão onde Papai Noel aparece como remetente, desejando à criança e à sua família um Feliz Natal.
O grande intuito da campanha é resgatar o espírito natalino presente em cada um de nós, contribuindo, assim, para a própria melhoria das condições de vida do País.

Como funciona?
O destinatário do projeto é a criança que envia pelos Correios uma cartinha ao Papai Noel. As cartas que partem das comunidades carentes em todo o País são separadas e colocadas à disposição de quem quiser adotá-las. Ou seja, nem todas as crianças carentes serão necessariamente atendidas.
Inicialmente são descartadas as correspondências que não contêm remetentes ou com endereços repetidos. Assim, é importante o correto preenchimento do nome e endereço do destinatário, com CEP. Cartas de adultos não são atendidas, bem como pedidos de medicamentos, celular, MP3, DVD, notebooks e afins.
Todas as pessoas podem colaborar, tanto como voluntários para auxiliar na leitura e triagem das cartas, como para adotar um pedido. Para isso, vá a uma Agência dos Correios de sua cidade ou de sua região, informe-se e ajude-nos nessa campanha.
Após informarem-se nos Correios e realizarem a Campanha na sua cidade, solicita-se que preencham o formulário anexo. Tal formulário deverá ser remetido, até o dia 28 de Dezembro de 2009 para o endereço eletrônico (Com Assunto: PAPAI NOEL DOS CORREIOS):
gabinetenacional@yahoo.com.br
Assim, o Capítulo que arrecadar mais brinquedos receberá no CNOD 2010, o Título de “Capítulo Papai Noel”.
Reafirmando o incentivo do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil em apoiar campanhas filantrópicas por todo o Brasil, será oferecido ao “Capítulo Papai Noel” a GRATUIDADE na Captação Anual 2010. (Apenas os Capítulos Regulares no ano de 2009 poderão concorrer à premiação).

Vamos mostrar o espírito filantrópico de nossa Ordem! Provemos que, na Ordem DeMolay Nacional, Papai Noel existe!

Fortaleza/CE, 25 de Novembro de 2009

Fraternalmente,

JOSÉ TORRES COURA NETO
Mestre Conselheiro Nacional

LUCIANO FERREIRA LOPES
Secretário Nacional

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Desenvolvimento do Jovem para a Sociedade!!


A Ordem DeMolay através de seus princípios e baluartes tem como principal objetivo a formação de homens de bem, que sejam bons lideres em nossa sociedade. Nessa formação aprendemos valores de amor filial, reverência pelas coisas sagradas, cortesia, companheirismo, fidelidade, pureza e patriotismo e ainda baluartes de liberdade civil, religiosa e intelectual.


Nós como DeMolays, devemos servir de exemplo para a sociedade, ajudando e participando da construção de uma sociedade melhor, com menos violência, corrupção e prosperidade para todos. Acredito que o jovem DeMolay participando da política de sua cidade, estado e país pode acrescentar algo que nos falta hoje em nossos políticos, que é justamente todos os princípios que a Ordem tem. Defendo que a Ordem DeMolay seja mais participativa na sociedade, para colocarmos em prática os ensinamentos que aprendemos em nossos Capítulos, uma das formas é defendendo as escolas públicas, base da liberdade intelectual, pois sabemos a dificuldade da juventude em aprender em instituições públicas onde faltam professores qualificados, material didático e por muitas vezes esquecidos por nossas lideranças civis. Como DeMolay podemos fazer a diferença. Sim, mudar completamente a realidade que vivemos é muito difícil, porém podemos começar a fazer por nossa parte e de pouco em pouco conquistaremos uma sociedade melhor. Quando fizermos todos esses atos de liderança que aprendemos na Ordem DeMolay estaremos desenvolvendo a nossa sociedade e nós mesmo.


Fica essa pequena mensagem de um jovem que é um aluno com muito orgulho de pertencer a essa maravilhosa escola, Ordem DeMolay.






(Thalles Vinícius Marquez, Ex-Mestre Conselheiro do Capítulo Goiânia nº173 – Goiânia/GO - 30ª Gestão 2006-1, Ex-Mestre Conselheiro Estadual de Goiás 2008-2009.. Obrigado pela atenção, Irmão/Companheiro)

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Entrevista com Irmão Suenilson Sá - GRANDE MESTRE DISTRITAL 2009-2011 (GCDF-SCODRFB)!!!


Meus Irmãos da Comissão,


A Entrevista que publicamos HOJE, 23/11/2009, é também uma homenagem ao nosso Entrevistado. Trata-se do atual GRANDE MESTRE DISTRITAL, irmão Suenilson Sá. Sênior DeMolay do Capítulo Brasília Nº 18, Ex-Mestre Conselheiro do mesmo Capítulo, o foi na 21ª Gestão, no 1º Semestre do ano de 1996. Foi Presidente da Associação DeMolay Alumni Brasil no mandato 2006-2007. Suel completa hoje, 18 anos de iniciado na Ordem DeMolay. Conseguimos esta entrevista com o "ELE" e nela abordamos muitos temas, inclusive os POLÊMICOS ÚLTIMOS ACONTECIMENTOS, que tenho certeza todo o Brasil vai gostar de ler e discuti-los aqui com nosso entrevistado e conosco também.

Esperamos que gostem e que possamos discutir as idéias, repercutir todas as opiniões aqui no "PORTAL BLOG DO OMAR". Quero dizer a todos que porventura NÃO CONCORDEM com alguma opinião dada, ou alguma colocação feita, podem usar os comentários para discutí-los, nenhum deles será censurado, assim como não foram as RESPOSTAS dadas por nenhum dos nossos Entrevistados até o presente momento, todos podem atestar isso E NESTA ENTREVISTA não foi diferente, publicamos na íntegra, como se propõe deste o início dos trabalhos, este PORTAL BLOG, estamos mantendo esta linha de trabalho e outros virão, podem aguardar, o BLOG DO OMAR foi criado para isso, discutirmos assuntos de relevância a nossa Ordem e publicarmos textos de interesse de todos também, por isso estamos tão brevemente colocados entre os mais visitados da Ordem DeMolay Brasileira...


"Eu me defino como cristão-espiritualista, assim que deixar o grande mestrado pretendo cumpri a missão que sei estar reservada para mim. Não existem coincidências, sofrimento é depuração, queda é renascimento. Nunca comentei publicamente em uma entrevista ou escrevi abertamente sobre o assunto, mas possuo ou na verdade sou instrumento de alguns dons. Sei que não os recebi a toa, e que devo utilizá-los para o bem" (Suenilson Sá, novembro/2009).


1) Suel, como é “regra” em todas as nossas Entrevistas, explicite a todos, o seu PERFIL COMPLETO (nome, onde nasceu, quando, definições, idéias) “cartão de visitas” para que o conheçamos melhor.
R – Suenilson Saulnier de Pierrelevée Sá um maranhense nascido em 06/10/1975 na Ilha de São Luís, radicado há 23 anos na capital de todos os brasileiros. Contínuo com a compilação de um poema meu, sobre quem sou (risos): Sou idealista por concepção, escritor sem talento por obstinação, ético por formação, leal por vocação e acredito na força, na vontade de fazer descobertas, na evolução constante, no espírito irrequieto da juventude. Eu, sou um sonhador, na verdade um utópico-pragmático, uma mente com infinita profusão de idéias e anseios, alguém que vive com ardor.

2) Como, onde, quando e em que circunstâncias você conheceu a Ordem DeMolay e foi convidado a integrar as nossas Fileiras?
R – Sempre fui um apaixonado desde criança por história, em especial as mudanças de eras na humanidade, ao “devorar” livros sobre o tema percebi a influencia da Maçonaria em muitos acontecimentos históricos relevantes. Um amigo meu Demilson Gurgel, iniciou na Maçonaria e sabia do meu encantamento com ela. Ele ouviu falar da Ordem DeMolay, me “enrolou” por  um tempo até me apresentar formalmente a Ordem, onde iniciei no Capítulo Brasília nº 18 da Ordem DeMolay e Mater do Distrito Federal em 23/11/1991 com mais 22 irmãos os quais somente eu permaneço em atividade.

3) Em 2004, como todos sabemos, a Ordem DeMolay Brasileira dividiu-se em dois Supremos Conselhos. No seu Estado, o Distrito Federal, existem Capítulos filiados a ambos. Como funciona a relação entre estes Capítulos? O que você pensa a respeito desta “nova realidade” da Ordem DeMolay em nosso País? E mais especificamente, como membro desta Ordem há tanto tempo, que acompanhou todas estas mudanças de DENTRO, qual é a sua VISÃO de tudo isso no âmbito Nacional?
R – Não temos relações formais com a outra instituição, mas isso se deve a outros acontecimentos pretéritos a divisão. Recentemente com o episódio da crise enfrentada pelo GCD-DF com a intervenção do Supremo Conselho, emissários que não podemos afirmar se autorizados pela direção deles (prefiro acreditar que não), tentaram cooptar o Capítulo Brasília nº 18 e isso evidentemente não nos agradou muito. Mas não quer dizer que não estejamos prontos a exercitar a cortesia e sentarmos a mesa para dialogar, caso sejamos convidados.

Sobre o fato da divisão, eu considero um conceito equivocado, não existe “divisão” e sim um Supremo legitimo e uma facção, para ser ameno não autorizada. Nós que também somos maçons, sabemos a importância do reconhecimento e regularidade, é preciso que todos compreendam o precedente perigoso que se abre com essa concepção de: “há se eles tem o mesmo ritual, juram as mesmas coisas, somos todos irmãos e isso é questão burocrática.” Se assim o for, se não tivermos obrigação do reconhecimento do primaz internacional, qualquer um poderá fundar seu Supremo, instalar Capítulos e será nossa obrigação reconhecê-los...

Não posso afirmar que haviam condições dessa defecção infeliz não ter ocorrido, mas digo que deveria ter sido impedida. Sou dissociado de maniqueísmos, não acredito no mal absoluto e nem na santidade nesse plano de existência, contudo a situação é esdrúxula, inexplicável e absolutamente abastecida pela vaidade humana. Mas vamos dar a César o que é de César o SCODRFB é legitimo isso é indiscutível. Logo não tenho como não apoiá-lo com todas minhas forças. Lamento profundamente os desdobramentos irascíveis testemunhados por todos nós e que em nada favorecem a nossa causa.


4) Qual seria, também na sua visão, o principal OBJETIVO da Ordem DeMolay nos dias atuais? Continuam os mesmos de 1919 quando ela foi criada? Se não, em que se modernizaram?

R – Temos hoje dois desafios, quais são eles? Preservar nossos antigos ideais, respondendo a pergunta, sim eles continuam os mesmos e o segundo o de nos colocar antenados com o século XXI. Não diria que a primeira década por conta da ruptura foi uma década perdida, mas canalizamos muita energia que poderia ser usada na adaptação de nossas ações ao mundo atual com contendas vazias, embora defensivas.

Nossos costumes precisam incentivar o “estágio DeMolay”, ou seja, precisamos atuar enquanto instituição nas grandes causas da sociedade em especial na educação pública universal e juventude. Participar dos conselhos paritários, de educação, direitos da criança e do adolescente, juventude e outros. Ter posição conhecida e clara sobre os temas que afetam a nossa juventude. Quer um exemplo? Vozes como a do ex-presidente FHC, do ministro Carlos Minc e do governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral defendem a descriminalização do uso da maconha. Qual a posição da Ordem DeMolay? Nós sabemos em tese e a sociedade sabe? Como vamos ter a fama de bons cidadãos e homens de bem presos em uma redoma? A palavra é interatividade social, esse é um dos caminhos que nos despontam a frente.

5) Você como um Sênior DeMolay, está tendo uma grande oportunidade, de dirigir o seu estado como GMD, o que pretende fixar como seu MAIOR objetivo, agora que tendes a chance e também o Poder de fazer acontecer a Ordem DeMolay no Distrito Federal? Também o que esperas do SUPREMO CONSELHO DA ORDEM DeMOLAY PARA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL nos próximos anos? Qual a sua expectativa para o seu Estado e para Região?
R – Olha meu irmão, você também esteve GME e de um dos estados mais numerosos em Capítulos. Digo esteve porque sempre repito aqui “estou GMD, mas serei eternamente DeMolay e Maçom”. Você sabe que temos só a ilusão do “poder”, não seria desonesto de dizer que não possuímos instrumentos privilegiados para colocar em prática as idéias que abraçamos, mas é relativo. Com o apoio e a concordância da Ordem DeMolay do Distrito Federal, estamos reinserido gradativamente a Ordem DeMolay do DF na agenda da Maçonaria candanga. Rearticulando os corpos patrocinadores em suas relações com os Capítulos e Convento. Dentre tantas metas que perseguimos eu escolheria duas. Primeiro fortalecer as organizações afiliadas de maneira continua e isso envolve ao menos cinco ações em andamento, já a segunda seria fazer do GCD-DF uma voz a ser ouvida pela sociedade local, quando se tratar de educação e juventude.

6) Você sempre se posicionou em DEFESA PRÉVIA de Estados com menor número de Capítulos, dando a entender que haveria alguma espécie de “benefício” aos falados “gigantes”. Gostaríamos de saber se em sua opinião, agora com uma visão mais profunda principalmente dos BASTIDORES, como GMD, isso realmente se confirma ou se foi apenas uma impressão e se entenderes realmente como VERDADE a quem ou a que você atribui isto?
R – Eu sempre costumo dizer uma frase de um político já falecido “meu desejo é lutar pelas grandes causas e não pela causa dos grandes” (risos). Se entendi bem a sua pergunta, posso responder que o nosso sistema eleitoral e legislativo precisam ser reformulados. Não podemos ter um estado só ou a união de apenas dois ou três decidindo por todos em um CNOD.

Não sou contra a votação dos Mestres Conselheiros e Presidentes de Conselho Consultivo, mas defendo um sistema bicameral. O que fosse aprovado nas assembléias destes deveria ser ratificado ou rejeitado em ato continuo pelos GME’s e MCE’s. Ou quem sabe ainda para diminuir a pressão dos “grandes”, o coeficiente para aprovação de propostas e eleição passasse a ser 2/3 dos votos? Temos diferenças regionais e de autonomia estaduais/distrital que precisam ser respeitadas

7) Qual seria a PRINCIPAL MUDANÇA Administrativa que estão tentando implantar ou se não, o que imaginas de mais importante tem sido feito no DISTRITO FEDERAL e qual delas tens sugerido como um dos Representantes Legítimos dos DeMolays “Candangos”, para melhorar ainda mais o GRANDE CONSELHO DISTRITAL?
R – Não completamos ainda três meses de gestão, mas posso garantir que abrimos várias frentes de trabalho com foco e planejamento. Uma mudança em andamento que queremos implantar é algo que parece ser até simples. As organizações afiliadas ao GCD-DF devem perceber que elas são o GCD-DF, e que temos uma administração executiva eleita. Somos parte de um todo e não existe “eles o GCD-DF” e sim nós! Também estamos recadastrando todos os DeMolays, Maçons e organizações afiliadas, até o fim do ano saberemos quem é regular e pode freqüentar nossos trabalhos, isso faz parte de um processo de modernização administrativa a ser concluído em seis meses.

8) Gostaria de lhe pedir também que deixe no ar alguma dica sobre o 6º CONGRESSO NACIONAL, que será realizado em julho/2010, aí na capital federal, Brasília: O que você como ORGANIZADOR DO EVENTO, está preparando para todos os Participantes e que pode antecipar-nos aqui?
R – Em verdade sou apenas um dos colaboradores do SCODRFB assim como são os meus companheiros de GCD-DF na organização do VI CNOD. Três aspectos posso adiantar: conforto, grandiosidade e pontualidade serão marcas desse evento.

09) Suel, outro assunto que sabemos causar muita repercussão nas Fileiras e nas Lideranças da Ordem DeMolay, foi à recente “mudança” dos Rituais do Grau Iniciático e DeMolay adequando aos Originais do DI. Alguns gostaram, outros tantos reclamaram, mas o fato é que aos poucos estamos todos nos adaptando a esta mudança. Gostarias de fazer algum comentário acerca deste tema também, com seus 18 anos de experiência na Ordem, o que achou de mais esta “Inovação”?
R – Caro irmão Omar com todo respeito à gestão anterior do SCODRFB, houve no mínimo precipitação. Ouvimos em Salvador do GMI Irmão Robert Cockerham, que os costumes regionais agregados aos rituais deveriam ser respeitados. E o que fizeram? Jogaram vinte e oito anos de um ritual praticado no Brasil literalmente fora... Eu fico a me perguntar o GMN e uma Comissão, decidiram isso sós ou isso foi submetido ao conjunto do Supremo Conselho? Eu entendo modestamente de que o GMN, sem a votação dos executivos, Grandes Mestres Estaduais e Mestres Conselheiros Estaduais não teria poder para fazer isso. Porque o guardião da ritualística é o Supremo Conselho, o GMN o representa, mas nem tudo é decisão monocrática. Para não fugir da sua pergunta pela natureza pública do Blog, posso comentar que em termos de condução administrativa capitular foi um avanço e tanto, já em muitos pontos da ritualística um retrocesso brutal. Como legalista o DF pratica o novo ritual.

10) Suenilson, aproveite o ensejo e fale-nos também sobre a sua visão da “Política Nacional”, tanto para o Gabinete Nacional, como para o SCODRFB. As “Articulações”, os “Bastidores”, conte aos nossos leitores como você se orienta e se referencia na Ordem DeMolay Brasileira. Apóia alguém desde já para alguma disputa?
R– O Gabinete Nacional confesso não ter muito contato por essa razão não tenho maiores reparos ou comentários sobre ele.

O SCODRFB, ao que me parece tem estabelecido uma relação mais aberta, descentralizadora e tolerante com os Grandes Conselhos e isso é bom. Sinto que existe o desejo real de implantar uma mudança de rumos no modelo de gestão nacional, onde prevaleça o dialogo ao invés da imposição, a modernização da gestão e o que já disse nessa entrevista a atuação na sociedade civil da nossa Ordem. Em suma é uma gestão que pode passar para a história com muitas conquistas.

Sou alguém que valoriza a experiência dos mais velhos e a ousadia dos mais jovens. Ouço muito o irmão Omar Rogério de Minas Gerais, o Jorge Prates do Espírito Santo, o Ederson Velasquez de Mato Grosso do Sul, o Marilson Mendes e o Danilo Nunes de Mato Grosso, o Rafael Pinheiro do Ceará, o Tavares, o tio Delvo, José Drumont, Fábio Paiva, Ricardo Júnior, Maurizan dos Santos e qualquer irmão DeMolay ou Maçom do Distrito Federal e do Brasil que queira debater sobre algum tema da Ordem.

Compromisso em começo de gestão para a sucessão é prematuro. Mas posso comentar que espero que a sucessão no SCODRFB e no GCD-DF, recaia sobre um sênior DeMolay. E que fique claro nada contra os irmãos GME’s que não são seniores, afinal o que seria da Ordem para não citar exemplos do DF, sem o tio José Ribeiro Chaves em Minas Gerais, Guilherme Augusto Aguiar em São Paulo, José Luiz da Silva em Pernambuco, Anselmo Jevaux em Santa Catarina, João Santana Botelho em Mato Grosso, e muitos outros ao longo da nossa história? Mas é justamente em homenagem a eles que tenho certeza que vibram em ver a Ordem que construíram sendo administrada por seus antigos sobrinhos, que devemos ter seniores a frente da administração nacional e estaduais/distrital.


11) Recentemente, houve uma outra “polêmica” na eleição do GCDF quanto à saída, às vésperas do Pleito, de diversos Presidentes de Conselho Consultivo e Mestres Conselheiros de Capítulos. Gostaria também de dar a SUA VERSÃO acerca deste assunto que nos bastidores rendeu vários pensamentos e diferentes interpretações?

R – Uma falsa polemica como vou demonstrar (risos)... Um jovem sênior/maçom que veio de outro estado e é filiado em um dos nossos Capítulos e que há muito (inclusive até o dia de hoje) não freqüentava nossos trabalhos há um tempo considerável, impetrou uma “denuncia” no SCODRFB as vésperas da eleição. Qual denuncia? Que por motivos “eleitoreiros do GSD (eu) o então GMD irmão Tavares havia trocado 03 Presidentes de Conselho Consultivo.” É preciso que eu explique também que erroneamente como depois descobrimos, por 25 anos o DF sempre nomeou os presidentes de Conselho Consultivo por indicação dos presidentes dos corpos patrocinadores e NUNCA houveram protestos. Não nego jamais o direito do “denunciante” de peticionar, e digo tranquilamente embora tenha me chateado pela alegação de “interesse eleitoreiro”, não guardo dele qualquer magoa.

Continuando, o denunciante só não mencionou dois fatos mais do que relevantes. O primeiro deles o mesmo ato que modificou os presidentes me demitiu a meu pedido também, e o segundo que “mata” a questão TODOS os que saíram eram da minha chapa e NENHUM dos que entraram pertencia a minha chapa.

Não precisa ser um expert em política para perceber que se houvesse algum prejuízo esse seria MEU, em não contar mais com os votos “seguros” dos Presidentes demissionários que afinal concorriam na mesma chapa aos cargos de Grande Mestre Distrital Adjunto, Grande Orador e Grande Orador Adjunto.

Já em relação a Mestre Conselheiro, um Capítulo não elegeu o seu Mestre Conselheiro e o Conselho Consultivo ainda com o antigo presidente, usando da sua prerrogativa nomeou um provisoriamente.

Quero aproveitar para fazer um registro. O Grande Mestre Nacional teve a cortesia de oficiar ao GCD-DF para que explicasse suas razões, aguardou a resposta dos então dirigentes (eu já estava fora para não compor a mesa das eleições por ser candidato), e embora não tenha acatado as considerações do GCD-DF, não determinou e sim alertou sobre as incongruências do Ato. Resultado? O GMD irmão Tavares acolheu o parecer revogou o Ato reconduzindo os presidentes (que diga-se é bom, haviam sido consultados antes da troca). Dois presidentes renunciaram e o Conselhos Consultivos elegeram seus presidentes (os mesmos por sinal que haviam sido nomeados) e apenas um quis ficar no cargo na eleição, no que lhe foi respeitado a sua opção. O GMN irmão Carlos Eduardo Braga e demais membros da executiva inclusive o GMD-Adjunto irmão Ederson Velásquez que testemunhou todo o processo eleitoral e saiu deste convicto da sua lisura, foram hábeis e conciliatórios.


12) Suel, para falarmos de outra “PECULIARIDADE”, sabemos do seu freqüente hábito de ESCREVER, inclusive até estamos sempre visitando o BLOG DO SUEL, além de lermos os textos nas Listas Nacionais DeMolays do YAHOOGRUPOS.
Diga-nos, desde quando começou a exercitá-lo? Sobre qual tema específico gostas mais de escrever?

R - Escrevo desde criança e na rede mundial de computadores a cerca de três anos. Como disse acima sou um escritor sem talento, mas exploro temas relacionados à Ordem DeMolay, cotidiano, comportamento, crônicas, poemas, política, adaptações e sonetos. Não tenho uma rotina especifica, de repente vem à vontade de escrever e o faço sem parar e sem correção até o fim, assim como fiz ao responder essa entrevista.

13) Falando de outro “TEMA POLÊMICO”: RELIGIÃO e eu prometi que falaríamos de tudo ou quase tudo; sabemos também da sua preferência pela “Doutrina Kardecista”. Foi por algum motivo ESPECIAL que resolvestes segui-la? Quais os motivos? O que tens a nos dizer de maior CONTEÚDO e SIMBIOSE entre você e a mesma?
R - É uma assunto delicado, mas não acredito em tabus... Eu me defino como cristão-espiritualista, assim que deixar o grande mestrado pretendo cumpri a missão que sei estar reservada para mim. Não existem coincidências, sofrimento é depuração, queda é renascimento. Nunca comentei publicamente em uma entrevista ou escrevi abertamente sobre o assunto, mas possuo ou na verdade sou instrumento de alguns dons. Sei que não os recebi a toa, e que devo utilizá-los para o bem. Mas para isso tenho que buscar orientação e assim o farei no tempo que mencionei. A “simbiose” advêm de algumas posturas que trago comigo, você sabia que jamais guardei ódio de qualquer pessoa? Acredito piamente na reencarnação do espírito e no amor e caridade como salvação final.

14) Você já acompanhou várias Entrevistas do BLOG DO OMAR. Qual sua opinião sobre este novo espaço DeMolay na Internet, criado para possibilitar oportunidades a todas as camadas da Ordem DeMolay de exporem suas opiniões e idéias? Algum recado específico para o Mantenedor e Leitores deste BLOG?

R – Um espaço democrático, com boa apresentação visual, perguntas inteligentes, polemicas, com assuntos interessantes (excetuando essa entrevista é claro/risos). Digo a quem ler e sabemos não são poucos, que não se limite a ler, mas que comentem, critiquem, questionem, elogiem os entrevistados e o mantenedor. É um exercício de civilidade, contraditório e inteligência, singular em nossa ordem, este Blog.

15) Qual foi o momento que mais te MARCOU, até agora, em sua trajetória como DeMolay? Alguma passagem que nunca tenha se apagado de vossa memória? Alguma personalidade que você tenha conhecido que pense que nunca se esquecerá dela?

R – É evidente que o primeiro deles foi a minha iniciação e acho que de todos nós DeMolays. Um segundo momento foi quando fui eleito Mestre Conselheiro do meu Capítulo (e eu sempre almejei ser 2º Conselheiro). Também duas personalidades me marcaram profundamente a primeira delas se encontra no oriente eterno o tio Abenante de Mello e Souza (2º Oficial Executivo do DF) e a segunda o tio Alberto Mansur, sem ele nenhum de nós estaria aqui hoje como DeMolays ou talvez alguns de nós não tivéssemos idade de iniciar quando a Ordem chegasse ao Brasil.

16) Este espaço, sempre igual em todas as nossas Entrevistas, é livre para que o entrevistado deixe uma mensagem final a todos os Leitores do BLOG DO OMAR.


R – Um presente só é seu depois que você o agradece, obrigado meu irmão Omar pela oportunidade proporcionada a esse irmão. Sou um irmão como qualquer outro iniciado nessa augusta Ordem há 18 anos, que faz dela um ideal de vida e de luta. Nem sempre me fiz ou fui compreendido, cometi erros, alcancei êxitos, mas jamais deixei de amar a Ordem DeMolay e aos meus irmãos e sobrinhos, enquanto estiver nessa vida não haverá esforço que não faça para retribuir o carinho e os ensinamentos que recebi. Conclamo a todos aqueles que acreditam nos postulados da nossa Ordem e no sacrifício do nosso patrono, para que nunca desistam e que continuem sempre adiante nessa jornada auspiciosa.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

O Nosso Jogo, a nossa Ordem


Eu sempre enxerguei a Ordem como um jogo e deste jogo depende parte minha vida. Um jogo de convivência. Jogar esse jogo é levar uma vida paralela que vocês experimentam. Assumir qualquer cargo de liderança dentro desse jogo é nascer de novo.

Uma biografia compacta é escrita em menos de um ano, quando se decide tornar peça importante deste jogo. E assim como uma vida que se aproxima do fim, você poderá olhar pra trás e ver como se desenvolveu a sua trajetória, a linha traçada por você. Há biografias mais calmas que se apresentam como mansas colinas, linhas previsíveis, vidas sem muitos contrastes. Outras se apresentam como montanhas que se encostam ao céu, com altos picos ao lado de precipícios, uma cordilheira. Vejam o que vocês constroem no decorrer deste jogo. Que monumento cada um de vocês deixam na paisagem? Pirâmides? Castelos de areia?

Todos os líderes inesquecíveis (vitoriosos ou não) cumpriram trajetórias, viveram histórias de auto conhecimento, de crescimento pessoal. A que ter olhos de criança, olhos capazes de se surpreender com as coisas simples e milagrosas da vida. Olhos inocentes que nunca perdem a capacidade de se surpreender. Não falo olhos de criança babona que se acha no centro das atenções. Eu falo de criança inteligente que aprende a aprender e que por isso quanto mais sabe, mais sabe o quão pouco sabe. Sabe, por exemplo, que quem não é humilde por natureza devia ser humilde por esperteza, isso não quer dizer desonestidade na convivência, quer dizer abrir caminhos para o convívio.

Aviso! Se tornar um líder dentro deste jogo não é o problema. O “problema” é que todos saberão que você é um líder. Surgem recém adquiridos amigos de infância, todo mundo quer tirar uma casquinha desse seu “momento” no jogo. Querem fazer o bem a alguém? A maneira de fazer o bem que mais está ao alcance da gente, é fazer bem o que a gente tem que fazer. Consequentemente estará sendo feito o bem.

Lembre-se que as estratégias deste jogo, para se conquistar a liderança, se revelam inúteis no fim das contas, por que a substância que a gente ousa tratar aqui é imaterial, é o afeto, são as emoções. De concreto só o colar, a comenda, a insígnia que alguns carregam no peito.

Num jogo onde se torna líder o mais forte, o que sofre mais pressão, o que é mais testado é bom lembrar que às vezes “a força e a rigidez são características da morte e a fragilidade e a flexibilidade são virtudes da vida”.

Já basta ser jogador. A questão é: que peça deste jogo você é?

(Rodrigo Vieira, Past MESTRE CONSELHEIRO da 16ª Gestão, 2006-1 e Sênior DeMolay do Capítulo Cavaleiros da Era de Aquarius Nº 348 - GCE/MT-SCODRFB, da cidade de Barra do Garças/MT, )

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

"1988-2009: 21 Anos de Alimentar-lhe com Lágrimas e Espírito"!!!

Meus Irmãos da Comissão,

Aqui estamos, hoje para render todas as homenagens a um "GIGANTE" da Ordem DeMolay Brasileira: O CAPÍTULO PIRAPORA Nº 90!!!

Não por acaso, falo disso hoje neste "PORTAL" DeMolay, com muito orgulho, o MEU CAPÍTULO completando 21 anos de Instalação e eu completando 21 anos de iniciado nesta Ordem.

Num rápido resumo para que todos se situem, numa manhã ensolarada do dia 19/11/1988, com presença maciça de DeMolays e Tios do Capítulo Belo Horizonte Nº 12 (Instalador) e do Capítulo Montes Claros Nº 74, assim como de diversos irmãos outros de Minas e do Brasil, começava esta SAGA, com o plantio de 7 Árvores na hoje Praça Raimundo Nascimento, em Pirapora/MG. Logo após, na sede da Capitania dos Portos do Estado de MG, órgão máximo de representaçaõ da Marinha do Brasil em solo Mineiro, já paramentados, DeMolays e futuros DeMolays assistiram a Cerimônia de TROCA DE BANDEIRA, realizada todos os anos nesta mesma data. Exatamente às 15hs deste mesmo dia 19/11/1988, começava a iniciação de 30 jovens (dentre eles EU), que fundariam o Capítulo Pirapora Nº 90 e as 20hs era empossado o 1º Oficialato, que teve como MESTRE CONSELHEIRO o irmão Fabrício Osmani Santana Magalhães (que hoje reside em BH), como 1ºCONSELHEIRO o irmão Marconi Pereira de Souza (hoje AGENTE DA PF, reside em Montes claros) e como 2º CONSELHEIRO o irmão José Alexandre Lamiz Bezerra (hoje Dentista, reside no RJ).

Assim se fez um pouco de nossa história, como eu disse no título desta mensagem: são mesmo 21 anos de alimentar-lhe com lágrimas e Espírito, Espírito este de Garra, de Luta, de Amor pela causa da Ordem DeMolay, que procuramos empregnar em cada um dos garotos que hoje iniciam-se como DeMolay Ativo e que num breve futuro darão andamento e continuidade a novas páginas deste "Livro". As lágrimas? De alegria, de tristeza, de dor, de euforia, enfim, não importando tanto o tipo, mas o estar constantemente INTERLIGADO com o MITO, com a RAZÃO DE EXISTIR nossa dentro desta sublime ORDEM DeMOLAY.

Tive uma felicidade como poucos tiveram, estou presente em TODOS OS 21 ANOS desta história, estou junto em cada instante, mesmo quando estive ocupando funções na Ordem, no Estado e no Brasil, como é o caso agora, nunca me desliguei Espirtualmente e por enquanto nem pretendo mesmo, estamos firmes, de pé e vamos continuar, quero aqui lembrar alguns que estão presentes neste linear e que também são figuras conhecidas principalmente no Estado de MG, Irmãos como Wederson Ramos, Maximiano Rocha, Pedro Henrique Caires (atual MCR da 2ª Oficialaria Executiva), Victor Amorim (atual Mestre Conselheiro Estadual MG), Wallace Carvalho (Promotor de Justiça do Ministério Público da Bahia), enfim, tantos e tantos outros que iniciaram-se nestas fileiras e ganharam o MUNDO e hoje também representam os ideais DeMolays pelo Brasil a fora...
Homenagem também os amigos: Norton Batista (hoje, GTE) e Rodrigo Otávio (hoje, GSE), ambos em atividade na Diretoria do Grande Conselho Estadual de MG e que compuseram o Corpo de Oficiais Instaladores do Capítulo Belo Horizonte Nº 12 "naquele novembro de 1988", valeu amigos irmãos, vocês também fazem parte desta SAGA!!!

Um abraço a todos os DeMolays do Capítulo Pirapora, aniversariantes do dia de HOJE e a todos de Minas e do Brasil por estarmos sempre juntos nos trabalhos da Ordem DeMolay...







(Omar Rogério, GRANDE TESOUREIRO NACIONAL ADJ - 2009-2011 - SCODRFB - Sênior DeMolay do Capítulo PIRAPORA Nº 90, da cidade de Pirapora/MG, mantenedor deste BLOG)









quarta-feira, 18 de novembro de 2009

PESO OU RETRIBUIÇÃO!!!


Nossa Ordem dia a dia passa por várias transformações, a cada momento aprendemos mais, e cada vez mais, percebemos o quanto ela pode ensinar. Aqui no Paraná em Outubro tivemos a instalação da primeira Távola de Escudeiros, o qual foi muito gratificante, conseguimos estender nossos sagrados ideais aos meninos de 9 anos.


Inicialmente, o projeto foi rejeitado varias vezes no Capítulo, uma devido à duvida sobre maturidade de engajar um projeto tão ambicioso, mas como o Grande Pai Celestial sabe o que deve ser feito, conseguimos abrir o primeiro Castelo no Estado do Paraná.


A palavra para definir o Castelo Eugênio Mancuello Romero Nº 5 é persistência, quando se tem um sonho nunca desista, ainda mais quando ele não apenas seu. Nessa jornada tudo conspirava para dar errado, não tínhamos experiência, faltava material, mesmo com o projeto aprovado ainda tínhamos muita resistência, principalmente de irmãos que não conheciam, mas como disse o Irmão Fábio Batista Lara, iniciou a “Conversão de Irmão em Prol da Causa”, inclusive a dele, que se demonstrava contra o projeto.


Tivemos muitos Irmãos e Tios que nos deram total apoio, não posso deixar de citar Tio Docilmar Lopes de Quevedo; Tio Ermenson Roberto Rodrigues Marques, ficávamos na casa dele ate 1 hora da manhã vendo coisas sobre o Castelo; Tio Vagueme de Jesus Fernandes (Consultor do Castelo) que abraçou a causa comigo; o Tio Omar ajudou muito, principalmente mostrando todos os lados da Ordem DeMolay; o Irmão Luís Fernando, de Minas Gerais, me ensinou sobre os Escudeiros; o Irmão Clemilson Valentim, grande Irmão, cedeu muito do seu tempo para ajudar no necessário.


Em especial, os Irmãos do Capítulo Eugênio Mancuello, Fabio Lara, Lucas Zago (atual Mestre Conselheiro), Laoni de Leon Figueredo, e todos os outros que ajudaram de uma forma direta ou indireta e não posso esquecer dos Batutinhas do Capítulo muito obrigado.


Para encerrar essa matéria Gostaria de falar que a Ordem dos Escudeiros não é um peso para o capítulo e sim uma forma de continuação e de retribuição, assim poderemos ajudar aqueles que um dia continuarão a nossa sociedade.


Um Agradecimento Especial Novamente ao Tio Omar por ceder esse espaço em seu Blog.
“Ao Ir'' Otávio Baroni Muito Obrigado por você mostrar para mim que a Ordem dos Escudeiros é tudo isso que você dizia e muito mais.”






(Tanios Carlos Kozan Abdallah - 2º Conselheiro - 2009-2 do Capítulo
Eugênio Mancuello Romero Nº 364 e Nobre Cavaleiro do Castelo Eugênio Mancuello Romero Nº 05, ambos da cidade de Guarapuava/PR - colaborou conosco enviando este artigo em 18/11/2009... Obrigado Tanios!!!)



segunda-feira, 16 de novembro de 2009

"PATROCÍNIO" MAÇÔNICO ÀS INSTITUIÇÕES JUVENIS!!!

Meus Irmãos da Comissão,


Aqui estou, novamente aproveitando o espaço do nosso BLOG DO OMAR para fazer 1 breve comentário com vocês acerca de 1 tema por demais POLÊMICO e ao mesmo tempo INTERESSANTE: "PATROCÍNIO" MAÇÔNICO ÀS INSTITUIÇÕES JUVENIS.


Onde eu quero chegar provocando este assunto? Bem, vamos lá, acompanhem o raciocínio e debatam comigo: A Ordem DeMolay e a Ordem Internacional das Filhas de Jó devem em todos os seus Capítulos e Betheis ter o acompanhamento de 1 corpo maçônico que denominamos Conselho Consultivo e Conselho Guardião, são considerados hoje os dois grandes trabalhos da Maçonaria Moderna, eu concordo com esta afirmação, são mesmo, mas tanto o lado dos DEMOLAYS e FILHAS DE JÓ, quanto o lado dos CONSULTORES E GUARDIÕES, precisam manter sempre uma inteiração. Cada um tem o seu PAPEL definido dentro da Ordem, o voto paritário também é outra discussão pertinente neste tema e deve ser aprofundada em nossos Congressos.


Mas em que residiria este "PATROCÍNIO", seria apenas o apoio financeiro? Lógico e evidente que não, é muito mais do que isso, trata-se de acompanhamento DIÁRIO, trata-se de ORIENTAÇÃO, de EXEMPLO, de um auxílio real que vai levar os jovens, ainda enexperientes a alcançarem a completa FORMAÇÃO DE LIDERANÇA, a juventude as vezes "afoita", contrasta as vezes com a sapiência da paciência, movida por anos e anos de vida e de cabelos grisalhos que ensinaram aos nossos tios, o valor do "SABER ESPERAR O MOMENTO CERTO" para as coisas acontecerem. Precisamos uns dos outros meus irmãos, o intuito de nosso fundador DAD LAND, tão lembrado nos meses de novembro ao criar este "contraste" não foi outro senão o de oportunizar esta TROCA DE VIBRAÇÕES BENÉFICAS entre a idade juvenil e a maturidade.


Assim eu chamo a atenção para o IMPORTANTISSIMO papel dos Sêniors DeMolays, que funcionam mais ou menos como um MEIO TERMO entre as duas fases, ainda não atingiram totalmente a maturidade, mas também não são mais os "afoitos" da tenra idade, por isso que eu sempre digo: feliz dos Capítulos que tem Sêniors DeMolays presentes em suas fileiras, mau sabem eles o tamanho da ajuda que podem oferecer, ainda é pouco o número de irmãos que CONTINUAM assiduamente frequentando as reuniões após atingirem os 21 anos, proporcionalmente aos que chegam anualmente a esta condição, precisamos fazer estas reflexões, precisamos estar presentes em nossos Colégios Alumnis, Associações Estaduais e na Associação DeMolay Alumni Brasil, assim perceberemos que a nossa missão não se encerrou com o recebimento da "toga de homem", mas apenas um ciclo, que imediatamente nasceu outro e a ele devemos nos dedicar com a mesma INTENSIDADE que o fizemos no outro que acaba de se fechar.


Meus irmãos, tios, espero ver este assunto sendo exaustivamente debatido em nossos Encontros, não podemos mais nos furtar a isso, temos que investir pesado nesta formação de mentalidades que num futuro irão multiplicar estes princípios que tanto acrescentarão à Ordem DeMolay.


Em breve eu volto com outros Assuntos interessantes pra discutirmos, espero debatê-los nos comentários...


Valeu!!!


(Omar Rogério, GRANDE TESOUREIRO NACIONAL ADJ - 2009-2011 - SCODRFB - Sênior DeMolay do Capítulo PIRAPORA Nº 90, da cidade de Pirapora/MG, mantenedor deste BLOG)

domingo, 15 de novembro de 2009

Uma Inflexão da Ordem DeMolay em Prol das Famílias Maçônica e Paramaçônica!!

Existiram na história mundial reis que são supervenientes a momentos de ascensão e conquista, não só por direito dinástico embora fenômeno raro. Assim são os grandes momentos que presenciamos em instituições, grupos organizados e entidades.Frutos de fatos únicos na história e produto do esforço anônimo daqueles que fazem o seu próprio destino.


O VI Congresso Nacional da Ordem DeMolay é um desses acontecimentos predestinados a ser marcante para aqueles que dele tomarem parte. Poderia qualquer um de nós, dizer que o fato de ser a comemoração dos trinta anos da Ordem DeMolay no Brasil, por se tratar de um evento que acontecerá em um dos mais bem equipados centros de convenções do mundo, por contar com o apoio do governo do Distrito Federal, por ter eventos como a sessão solene na câmara federal em homenagem ao SCODRFB ou ainda pelo lançamento do selo comemorativo em parceria com a ECT, os principais motivos para se tornar um diferencial de qualquer outro precedente.


Contudo com a necessária humildade e o devido conhecimento de causa, por está compondo o time de organizadores quero discordar dos argumentos acima por mais lógicos que os pareçam. Afirmo que o que vai dotar de magnitude o VI CNOD, será a inflexão decidida pelo Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil, acolhendo sugestão do Grande Conselho Distrital da Ordem DeMolay do Distrito Federal e ter feito desse Congresso o Congresso da Família.


Reuniremos a um só tempo não na qualidade de convidados tão somente, mas como participantes integrais de atividades moldadas especialmente para eles: Estrela do Oriente, Escudeiros da Tavola, Garotas do Arco Iris, Filhas de Jó, tias, primas, namoradas, esposas, primos e tios não maçons. Uma congregação plena da família maçônica e paramaçônica sobre égide DeMolay.

O que tem de diferente nisso, perguntariam alguns agora? Respondo com tranquilidade, a mudança de status dado ao restante e não menos importantes membros na nossa família maçônica e paramaçônica, é a oportunidade como já disse de realizarmos uma inflexão em nossa rota definido-nos pela valorização das nossas relações com as entidades co-irmãs, saindo, portanto da mera relação protocolar para as ações conjuntas em torno dos ideais de inspiração maçônica que nos unem por um feixe de honradez de princípios dignos dos elogios dos homens de bem.


É por essa razão que concito nossos sobrinhos DeMolays e irmãos Maçons para que juntos inscrevamos uma nova trajetória para o futuro a partir do VI CNOD, onde nossas atividades sejam irmanadas com as Estrela do Oriente, Escudeiros da Tavola, Garotas do Arco Iris, Filhas de Jó, tias, primas, namoradas, esposas, primos e tios não maçons.
Brasília os aguarda!




(Suenilson Sá, GRANDE MESTRE DISTRITAL - 2009-2011 - Sênior DeMolay do Capítulo BRASÍLIA Nº 18, da cidade de Brasília/DF - colaborou conosco enviando este artigo que publicamos em 15/11/2009... Obrigado Suel!!!)

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Pessoas respondem a Incentivos!!!


O jovem ao iniciar na Ordem DeMolay se deslumbra com um mundo mágico, totalmente diferente daquilo que já havia visto até então, porem, para continuar assíduo é necessário que ele sinta interesses em permanecer dentro de um Capítulo DeMolay.


O objetivo inicial, em geral, é conseguir chegar ao Grau DeMolay, depois ser Oficial do Capítulo. A partir desse momento surgem as ramificações dos interesses e onde a permanência do jovem depende muito de como o Capítulo é conduzido.


Alguns desejam chegar ao posto de Mestre Conselheiro, ampliar o leque de amizades com objetivos profissionais, outros querem permanecer ali para entrar na Maçonaria – sim esses casos existem – entre muitas outras motivações que passam na cabeça de nossos Irmãos.


Muitos jovens já deixaram de freqüentar seus Capítulos e afastaram-se da Ordem, pois não viam mais perspectivas de crescimento no mesmo ou os Irmãos não o gratificavam pelo empenho realizado.


E essa falta de motivação pode ser muito bem recompensada pelo trabalho da atual diretoria do Supremo Conselho, quando está implantando no Brasil todas as premiações e honrarias existentes na Ordem DeMolay.


Este tipo de gratificação é necessário para alguns. Em especial o de Representante DeMolay, ele mais do que qualquer outro mostra que a Ordem DeMolay foi importante para o jovem iniciado em nossas fileiras, ele mostra que você melhorou como cidadão após a Iniciação.


Espero que o foco agora seja se auto-conhecer para poder melhorar o mundo, fazendo valer assim um dos objetivos da Ordem DeMolay: “ser útil a sociedade”.

(Luiz Felipe Rosenzweig Ferreira, Past MCE-ADJ/BA - 2008-2009 - DeMolay Ativo do Capítulo UNIÃO E SABEDORIA Nº 714, da cidade de Lauro de Freitas/BA - colaborou conosco enviando este artigo em 11/11/2009... Obrigado Luiz!!!)

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Entrevista com Irmão André Karim - Mestre Conselheiro Estadual do Mato Grosso (GCE/MT - SCODRFB)!!!

Meus Irmãos da Comissão,


Chegamos ao final desta série de Entrevistas denominada: “NOVAS CRUZADAS: UMA VISÃO DA ORDEM DeMOLAY BRASILEIRA”, o nosso entrevistado desta semana é o Irmão André Luis Karim de Brito, Past Mestre Conselheiro do Capítulo Alexandre Carlos Pierre Nº 308, da cidade Cáceres/MT e no último Congresso Estadual do MT, foi eleito MESTRE CONSELHEIRO ESTADUAL. Ele representará em nossa ÚLTIMA PARADA desta SAGA. Depois desta, cada um pode traçar um perfil das Regiões DeMolays do Brasil, vamos acompanhar então as respostas do nosso Irmão:







"Nosso objetivo é fazer uma gestão Controlada, cheia de idéias vindas das fileiras, ter capítulos regulares e comprometidos" (André Karim, Novembro/2009)


1) André, como é “regra” em todas as nossas Entrevistas, explicite a todos, o seu PERFIL COMPLETO (nome, onde nasceu, quando, definições, idéias) “cartão de visitas” para que o conheçamos melhor..

R – Bom, meu nome é André Luis Karim de Brito, mais chamado pelos Ir’s do meu cap. como ‘André Karim’. Nasci na cidade de Araputanga – MT, no dia 16 de Março de 1989. Iniciei na Ordem DeMolay com 16 anos, Curso Ciencias da Computação na Unemat (Universidade do Estado de Mato Grosso) na cidade de Cáceres, lugar onde moro desde meus 2 anos de idade. E luto sempre pela Formação de Líderes que beneficiarão nossa sociedade com integridade, imparcialidade, justiça e respeito.

2) Como, onde, quando e em que circunstâncias você conheceu a Ordem DeMolay e foi convidado a integrar as nossas Fileiras?

R – Tinha mais ou menos 14 anos quando meu Primo mais velho Ivan Macedo ingressou na Ordem, mas por não conhecer e por um pouco de ‘medo’ rss.. nunca perguntei nada a respeito... depois de um tempo meu Primo mais novo Hanner Karim, PMC do cap. iniciou na Ordem .. onde Logo em seguida me fez o Convite..!Mas antes disso já havia sido convidado por um amigo.. porém eu participava do LEO CLUBE e achei melhor não me comprometer mais ainda.Iniciei no dia 09/04/2005 no capítulo Alexandre Carlos Pierre n° 308 na cidade de Cáceres.

3) Em 2004, como todos sabemos, a Ordem DeMolay Brasileira dividiu-se em 2 Supremos Conselhos. No seu Estado, o Mato Grosso, como funciona a relação entre Capítulos de Supremos diferentes? O que você pensa a respeito desta “nova realidade” da Ordem DeMolay em nosso País? E mais especificamente, qual é a sua VISÃO de tudo isso no âmbito da Região CENTRO-OESTE do Brasil, já que você é o escolhido por este BLOG para representá-la nesta série de entrevistas?

R – Bom, aqui no MT.. pelo menos que eu tenha conhecimento, os capítulos de Supremos diferentes se dão Muito bem, tanto que com a ‘liberação da inter-visitação’ vários capítulos já estão se visitando.
Eu sempre admirei a Fraternidade da Ordem DeMolay e as Virtudes, tanto que quando a conheci, me identifiquei e passei a me dedicar somente a ela (na questão de instituição). Todos nós somos Iniciados em uma Mesma Fraternidade e isso nos faz Irmãos, independente de Supremos ou quaisquer mudanças que venham ocorrer na administração. Gosto e costumo participar de eventos do Supremo do RJ, é claro quando tenho permissão para isso. Fui ao CEOD-MT na cidade de Mirassol D’oeste realizado pelo cap. Ronan Borges Alves do outro Supremo, no corrente ano, e fui muito bem recebido.

4) Qual seria, também na sua visão, o principal OBJETIVO da Ordem DeMolay nos dias atuais? Continuam os mesmos de 1919 quando ela foi criada? Se não, em que se modernizaram?

R – Essa opinião varia um pouco, pois a cada dia, a cada experiência, situações que vivencio, trago muitas lições que a ordem DeMolay me passa durante minha trajetória. A Formação de Líderes sempre será o Principal objetivo da Ordem DeMolay. Mas para a ‘formação de um líder’, muitos aspectos tem que ser aperfeiçoados no ‘jovem’, como caráter, boa conduta etc...
Houve vezes que em meu cap. queriam iniciar jovens que não tinham boa conduta, na esperança de que lá eles iriam melhorar. Porém, acreditamos que a Ordem DeMolay não é um ‘REFORMATÓRIO’ e ali estão jovens que são bons e querem ser Melhores.
Não querendo estender essa discussão pelo fato de ser relativo o “Ser Bom”, termino esse assunto por aqui mesmo.

5) Você como um DeMolay Ativo que ainda o és, o que pretende como MAIOR objetivo, agora que sois Dirigente do GABINETE ESTADUAL MATOGROSSENSE. Também o que esperas do GRANDE CONSELHO ESTADUAL do ESTADO DO MATO GROSSO e do SUPREMO CONSELHO DA ORDEM DeMOLAY PARA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL? Qual a sua expectativa para o seu Estado e Região?

R – *Fazer uma gestão Controlada, cheia de idéias vindas das fileiras, ter capítulos regulares e comprometidos.
*Do GCMT, o apoio e a certeza que a causa da Ordem e seus membros sempre prevalecerá para que possamos fazer mudanças sempre pra melhor.
*Respeitar os demolays acima de qualquer cargo e aumentar o numero de filantropias.
*Trabalhar com irmãos determinados com a causa e os baluartes aos quais fizemos nossos juramentos.
*Lutar para que o Estado de Mato Grosso mantenha sua tradição, pois só assim haverá crescimento, com muita humildade, passo – a – passo, através de planejamento e ações com todas as diretorias sejam elas quais forem.
...Enfim tudo de Melhor Possível.

6) Qual seria a PRINCIPAL MUDANÇA Administrativa que tentarás implantar no MATO GROSSO e qual delas sugeririas para melhorar ainda mais ao Supremo Conselho, contemplando assim as diversas realidades deste nosso país?

R – Principal é reforçar os capítulos em necessidade nivelando os mesmos, quanto ao grande conselho um acesso mais viável a eles com canal direto das diretorias estaduais as nacionais e também um reforma no RGO do estado que já está obsoleto com a realidade atual (MT no caso) criando como, por exemplo, no código de ética as funções de cada cargo, como o GC funcionaria como “denunciário” e processos administrativos sem merito pra julgamento como funciona o ministério público e as demais formalidades tomadas pelos gabinetes estaduais. Apenas uma forma de legalizar as coisas de uma forma mais correta e alinhada com a sociedade em que vivemos já que foi citado “nível país”.



7) Assim como fizemos em todas as entrevistas da série “CRUZADA”, com os MESTRES CONSELHEIROS que representaram as Regiões Sudeste, Nordeste, Norte e Sul, te pedimos também que deixe no ar alguma dica para a Comissão Organizadora do 6º CONGRESSO NACIONAL, que será realizado em julho/2010, na capital federal, Brasília: O que você como DeMolay Ativo, da Região Norte do Brasil, gostaria de ver sendo discutido ou palestrado durante estes 3 dias em que ocorre?


R – Gostaria que Fosse Discutida a Votação para o Cargo de MCN. Pois se cada MCE é digno representante de seu estado, cabe a ele votar em nome do mesmo. Sem falar que se o Candidato estiver em seu Estado, é claro que haverão Muitos mais MC do seu estado, facilitando assim sua “vitória”.


8) Você ainda tem Aspirações de ir ALÉM na Ordem DeMolay, ou alcançando o cargo de MCE/MT, atingistes o seu objetivo máximo, antes de tornar-se 1 Sênior DeMolay?

R – Na verdade, por eu já ter 20 anos, quando acabar o mandato de MCE-MT já terei 21 completos, me impossibilitando assim, de ocupar qualquer outro cargo.
O que vier pela frente será lucro e conseqüência do trabalho realizado hoje e sempre.


9) Você é um ACADÊMICO do 4º Semestre do Curso de CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO; da Universidade do Estado do Mato Grosso – UNEMAT. Porque escolhestes este ramo? Foi por vocação? Por influência ou exemplo de alguém? Pelo aquecimento de vagas neste Mercado de Trabalho? Enfim, fale de suas expectativas para o rumo Profissional de sua vida.

R – Na Verdade, na época que eu passei no Vestibular, eu vivia um momento “turbulento”, uma passagem ruim da minha vida. Como se não bastasse ainda não passava no vestibular para Direito. Por causa das freqüentes pressões que vinham da minha família eu resolvi prestar para um curso menos concorrido e passei.
Fui levando e continuo levando o curso. Não que eu tenha gostado (detesto o curso), mas já que estou na metade vou terminar para que depois possa prestar para Relações Públicas na UFMT.
PS: não acredito mais que o Curso de Direito se encaixa no meu Perfil.
Hehehehe !!


10) Você já acompanhou alguma Entrevista no BLOG DO OMAR? O que achou deste novo espaço na Internet que objetiva trazer à presença de todos, pessoas conhecidas nacionalmente, outras não, de maneira a dar oportunidade a todas as camadas da Ordem DeMolay de exporem suas opiniões e idéias? Algum recado específico para o Mantenedor e Leitores deste BLOG? O que tem a falar sobre esta “saga”: “NOVAS CRUZADAS: UMA VISÃO MODERNA DA ORDEM DeMOLAY BRASILEIRA” que se encerra com esta sua entrevista e passou por todas as 5 Regiões do Brasil?

R – Não, nunca tinha visto antes o blog no Omar. Achei o espaço muito interessante principalmente pelo fato de todas as camadas da Ordem DeMolay poderem expor suas idéias e opiniões. Continuem mandando sugestões e experiências para que todos nós possamos aprender e ensinar um pouco uns para os outros. A iniciativa de criar um espaço de repercussão em âmbito Nacional para podermos falar sobre a Ordem DeMolay é simplesmente ÓTIMA e está de PARABÉNS!

11) Qual foi o momento que mais te MARCOU, até agora, em sua trajetória como DeMolay? Alguma passagem que nunca tenha se apagado de vossa memória? Alguma personalidade que você tenha conhecido que pense que nunca se esquecerá dela?

R – O meu amadurecimento no cargo de MC do meu capítulo e a mudança na “visão de mundo”. E depois que a gente entrega o cargo e volta para as fileiras, a sensação é estranha e ao mesmo tempo maravilhosa, Inexplicável.

12) Este espaço, sempre igual em todas as nossas Entrevistas, é livre para que o entrevistado deixe uma mensagem final a todos os Leitores do BLOG DO OMAR.

R – Força e Honra Sempre!